"Só é coragem se você tiver medo"


Tudo que a gente precisa, vez ou outra, é que a vida nos surpreenda.

É que, quando tudo está parado, quando dias se repetem por meses em uma sequência prevista de fatos, alguma peça se mexa, desorganizando todas as outras. 

O novo assusta, desassossega, aperta o estômago e acelera o ritmo cardíaco, e ,como de tudo que nos parece ameaçador, nossa tendência é fugir, poupar nossas energias optando pelo seguro, pelo previsível, pelo que não nos tira o sono.

No entanto, se algo te instiga, te preocupa tanto a ponto de te privar de noites de sono, é porque, de alguma forma, você está vivendo.

Se você está cheio de feridas, significa que foi corajoso o suficiente para se expor a elas ou para continuar vivendo buscando uma forma de sará-las ou de conviver com elas.

Aquele que muito se protege dificilmente será ferido, mas, certamente, pouco terá vivido.

Lembro de uma passagem que me marcou bastante de um filme ao qual assisti há um tempo atrás que dizia: "Só é coragem se você tiver medo".

Não é covardia desistir quando as coisas estão difíceis, estão sugando sua energia e lhe fazendo infeliz. Isso é inteligência.

Covarde, penso eu, é aquele que não se deixa surpreender, não se abre para o novo pelo medo do desconhecido. É quando o medo de sofrer é maior que a coragem de ser feliz.

Meu maior medo, acredite, ainda é o de não sentir medo algum.



Patrícia Pinheiro



Texto publicado também no site Psiconline Brasil.
Blog Widget by LinkWithin


Comentários via facebook

8 comentários:

  1. Acabei de lembrar daquela frase "Eu deveria ter errado mais, ter arriscado mais, ter visto o sol nascer". Tá, parece bobo e totalmente fora da questão, mas eu me lembrei. É que acho que quanto mais a gente erra, mais a gente aprende e mais nos arriscamos. Quando a gente erra, a gente arrisca, porque não sabemos se vai ou não dar certo. Mas o melhor é que, depois, dá pra tirar uma liçãozinha de vida, mesmo com as feridas que ficam. E acho que, se a gente vai ter medo de tudo, então pra que a gente tá aqui, né? Temos mesmo de dar a tara ao tapa. Na minha profissão, isso se chama "a arte de sujar os sapatos". Porque jornalista bom é jornalista na rua, que tá procurando por pautas enlameando os sapatos, vivendo a experiência. Devíamos, todos, aprender a viver experiências. Lembrei também ~agora momento fã retardada haha~ de uma frase de O Diário da Princesa que diz: "Faça uma coisa todos os dias que te dê medo". Pronto, e assim você estará vivendo. Errando, caindo de cara no chão... Mas vivendo!

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei o comentário, Nina! *-*
      Bom, já te falei tudo por Facebook, mas também tenho comigo e acho sensacional essa frase de O Diário da Princesa. Viver é isso...

      Beijinhos! <3

      Excluir
  2. Texto muito lindo, parabéns pela autoria !


    http://coisasuteisoufuteis.blogspot.com.br/2014/04/sorteio-em-parceria-com-tpm-de-ofertas.html

    Mega sorteio, vai ficar de fora ? PARTICIPE VOCÊ TAMBÉM !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Carla Moaraes!
      Vou participar do sorteio ;)

      Beijos!

      Excluir
  3. Amei seu texto, Patrícia! Eu quero muito ir para Florianópolis para fazer a prova da UDESC, e se eu passar vou morar lá sozinha sem conhecer ninguém, muito menos a cidade. Só de pensar nisso eu sinto aquele medo que esfria a espinha mas sei que é o que eu quero.
    Muitas pessoas me julgam por isso pois tem a cabeça muito fechada, não querem sair da "zona de conforto" e se sentem incomodadas porque não penso igual.

    Blog: Café Com Babis (:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom saber que gostou, Babi! Seja sempre bem vinda aqui!
      Que legal, corra atrás do seu sonho... e se tudo der certo e vieres pra cá, conte comigo!

      Beijos!

      Excluir
  4. Bom, não lembro o que te disse quando li esse texto pela primeira vez, mas vou tentar fazer um esforço e não estragar tudo HAHAHA.

    Pra isso, vou te contar uma história. Ainda não me encontrei no Jornalismo, tudo que sei é que amo escrever. Semestre passado, consegui um estágio dentro da minha faculdade que é super concorrido (especialmente dentro da plataforma da qual faço parte que é o Impresso). Mas eu dei a cara a tapa. A princípio, todo mundo acha que é jornalista - só que ninguém sabe muito bem o que é um jornalista. Todo mundo acha que é só ver uma cena e relatar, mas é muito mais do que isso - tão mais que isso que eu, que amo escrever, fico com dificuldades. É só eu entrar na redação que acho que não sei nada, e olha que convivo com gente que arrota sabedoria (que não deve saber nada também, só fica de pose).

    Enfim, agora que já comentei de novo no mesmo post, paro aqui. Só queria acrescentar que, embora tudo seja difícil no princípio, é melhor ir com medo mesmo do que nem tentar.

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Nossa amei o texto!!! Muito lindo! Parabéns, você é uma grande autora!
    bjsssss

    http://fofurasdakah.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar, sua opinião é muito importante para mim!
Se tiver um blog, não deixe de colocar o link para que eu possa visitá-lo também.