A Casa Amarela

            Foto original da casa amarela


Na década de 90, aproximadamente 2 anos após o meu nascimento, minha mãe e, meu pai, convencido pelos argumentos dela de que uma criança precisa de pátios para brincar, decidiram que, pelo bem da minha infância, deveriam colocar para alugar o apartamento pelo qual ainda pagavam com esforço e partir em busca de uma casa.

Mal eu sabia que, a menos de uma quadra de distância dali, a casa amarela me esperava.

No gramado da casa amarela, eu dei pão velho aos passarinhos, juntei gravetos na esperança de construir uma casa, vendi amostras grátis de perfumes para quem passasse pela calçada. 

Em seus aposentos, perdi meus primeiros dentes, ganhei minhas primeiras cicatrizes, lutei contra barulhos e monstros até ser capaz de adormecer sem medo.

Em cada um de seus aposentos, fui descobrindo pedacinhos da vida, inventando pedacinhos de mim.

Atualmente, ao passar por ali, não consigo ver a casa amarela. 

Não a vejo porque ela foi minha infância, eu é que a criei, que a alucinei, que a misturei com a maior dose de magia que a vida dá.

Talvez seja por isso que, hoje, eu só consiga realmente vê-la em meus sonhos.

Patrícia Pinheiro
Blog Widget by LinkWithin


Comentários via facebook

8 comentários:

  1. Lindo texto amiga ! Bjs

    http://sdviver.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto, não consegui seguir seu blog, não aparece o gadget de seguidores então curti sua pagina, beijos.
    Áurea Feminina | Facebook | Twitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Luana!
      Fico muito feliz que tenha gostado :)
      A Caixa de seguidores havia sumido misteriosamente mesmo, mas agora voltou a aparecer ali hehe

      Beijos!!

      Excluir
  3. Oi Patricia,
    adorei o teu cantinho e principalmente os teus textos.
    Parabéns. tu realmente tem o dom de escrever bem. :))
    Beijos
    www.booksanmovies.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Jessica!
      Fico muito feliz que tu tenhas gostado daqui :)

      Beijos!!

      Excluir
  4. Eu realmente pensei que fosse de Verdade *--* Isso aconteceu mesmo qndo vc era criança? Adorei o texto Linda :)
    Esperando sua visita *--*

    http://docecomo-ficcao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Amanda!
      Tudo que está escrito aí é verdade, hehe!
      Fico muito feliz que tenhas gostado do texto!

      Vou visitar seu blog!
      Beijos!

      Excluir

Obrigada por comentar, sua opinião é muito importante para mim!
Se tiver um blog, não deixe de colocar o link para que eu possa visitá-lo também.